Atendimento via whatsapp

My Image
FacebookYouTubeInstagram

A COLUNA FOI PROJETADA PARA SUPORTAR VOCÊ,
​​​​​​​E NÃO O MUNDO


COLUNA CERVICAL:

O QUE ELA DIZ EM SUAS DORES SOBRE NOSSAS EMOÇÕES:

​​​​​​​

Quase todos nós conhecemos as dores e os desconfortos da coluna vertebral. O que poucos de nós sabemos são quais os aspectos emocionais se expressam ou se escondem nestes sintomas. Afinal, quais são as prováveis relações emocionais que acometem a coluna vertebral?

A coluna vertebral relaciona-se com a estrutura da personalidade. É por assim dizer o eixo central do ego, que é a parte da personalidade que faz contato com o mundo externo. Problemas de coluna indicam desequilíbrios ou dificuldades na formação da personalidade ou conflitos no relacionamento com as pessoas ou com o mundo que nos cerca.

A coluna trás em suas partes, determinados aspectos prováveis de relação mente e corpo relacionados a cada região. A região cervical relaciona-se à flexibilidade e amplitude de perspectivas. As duas primeiras vértebras relacionam-se mais com as dificuldades que temos na formação dos nossos conceitos e as duas últimas, a ressentimentos, e da mesma forma as primeiras torácicas.

Na altura da sétima cervical, em muitas pessoas ocorrem materializações relacionadas a ressentimentos, situações emocionais do passado mal resolvidas evidenciando saliências nesta área corpórea. Pessoas inflexíveis e de padrão de comportamento rígido tendem a calcificações na região cervical. A retificação da lordose anatômica cervical relaciona-se ao excesso de exigência sobre si mesmo e perfeccionismo. A hiperlordose cervical relaciona-se ao medo, sobretudo sustos na infância, tristeza e dificuldade de acreditar na própria felicidade. Algumas exceções acontecem em pessoas que querem ocultar o medo e “levantam o nariz”, como popularmente é referido para descrever a postura de arrogância. A escoliose cervical muitas vezes relaciona-se a uma tristeza do passado que “murcha” a pessoa, “caindo” a cabeça para um dos lados. As patologias da região cervical estão mais relacionadas à inflexibilidade e à tentativa de controlar tudo, ou de racionalizar tudo; no entanto, às vezes elas são conseqüentes a conflitos que relacionam-se a outras áreas, sobretudo da coluna dorsal.

Em resumo, o problema na região cervical é falta de humildade, então o que fazer para se livrar deste problema, entenda que humildade não é ser bonzinho, isso na verdade é submissão, o que se tem que entender é que você é chato as vezes, que você também pisa na bola, e que é você quem tem que pedir desculpas em algumas situações, porque somente a pessoa humilde tem a capacidade de abaixar a cabeça e olhar para o coração e reconhecer seus erros, somos todos seres humanos sujeitos a falhas.


​​​​​​​

Para informações sobre curso de quiropraxia acesse link aqui

My Image